Salmos 31

1 Em ti, Senhor, me refugio; não permitas que eu seja envergonhado. Salva-me por causa da tua justiça;

2 inclina o teu ouvido para me escutar e livra-me depressa. Que tu sejas para mim rocha de proteção, fortaleza onde estarei seguro.

3 És minha rocha e minha fortaleza; por causa do teu nome, guia-me e conduze-me.

4 Tira-me da armadilha que me prepararam, pois só em ti encontro proteção.

5 Em tuas mãos entrego meu espírito; resgata-me, Senhor, pois és Deus fiel.

6 Detesto os que adoram ídolos inúteis; eu, porém, confio no Senhor.

7 Exultarei e me alegrarei em teu amor, pois viste minha aflição e te importas com minha angústia.

8 Não me entregaste a meus inimigos, mas me puseste em lugar seguro.

9 Tem misericórdia de mim, Senhor, pois estou angustiado; lágrimas me embaçam os olhos, e meu corpo e minha alma definham.

10 A tristeza me consome, e meus dias se encurtam com gemidos. Minha força se esvai por causa do pecado, e meus ossos se desgastam.

11 Todos os meus inimigos zombam de mim, e meus vizinhos me desprezam; até meus amigos têm medo de se aproximar. Quando me veem na rua, correm para o outro lado.

12 Não se lembram de mim, como se eu estivesse morto, como se fosse um jarro quebrado.

13 Ouço muitos boatos a meu respeito, e o terror me cerca. Conspiram contra mim, tramam tirar minha vida.

14 Eu, porém, confio em ti, Senhor, e digo: “Tu és meu Deus!”.

15 Meu futuro está em tuas mãos; livra-me dos que me perseguem sem cessar.

16 Que a luz do teu rosto brilhe sobre teu servo; salva-me por causa do teu amor.

17 Não permitas que eu seja envergonhado, Senhor, pois clamo a ti. Que os perversos sejam envergonhados, que fiquem calados na sepultura.

18 Silencia seus lábios mentirosos, lábios orgulhosos e arrogantes que acusam os justos.

19 Grande é a bondade que reservaste para os que te temem! Tu a concedes aos que em ti se refugiam e os abençoas à vista de todos.

20 Tu os escondes em tua presença, a salvo de todos que contra eles conspiram. Tu os proteges num abrigo, longe das línguas acusadoras.

21 Louvado seja o Senhor, pois ele me mostrou as maravilhas de seu amor; manteve-me a salvo numa cidade cercada de inimigos.

22 Apavorado, clamei: “Estou separado de tua presença!”. Mas ele ouviu a minha súplica por misericórdia e respondeu ao meu clamor por socorro.

23 Amem o Senhor, todos vocês que lhe são fiéis, pois o Senhor protege quem nele confia, mas castiga severamente o arrogante.

24 Portanto, sejam fortes e corajosos, todos vocês que põem sua esperança no Senhor!

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.