Salmos 22

1 Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste? Por que estás tão distante de meus gemidos por socorro?

2 Todos os dias clamo a ti, meu Deus, mas não respondes; todas as noites levanto a voz, mas não encontro alívio.

3 Tu, porém, és santo e estás entronizado sobre os louvores de Israel.

4 Nossos antepassados confiaram em ti, e tu os livraste.

5 Clamaram a ti e foram libertos; em ti confiaram e jamais foram envergonhados.

6 Mas eu sou um verme, e não um homem; todos me insultam e me desprezam.

7 Os que me veem zombam de mim; riem com maldade e balançam a cabeça:

8 “Esse é o que confia no Senhor? Que ele o livre! Que o liberte, se dele se agrada!”.

9 Tu, porém, me tiraste a salvo do ventre de minha mãe e me deste segurança quando ela ainda me amamentava.

10 Fui colocado em teus braços assim que nasci; desde o ventre de minha mãe, tens sido meu Deus.

11 Não permaneças distante de mim, pois o sofrimento está próximo, e ninguém mais pode me ajudar.

12 Meus inimigos me rodeiam como touros; sim, touros ferozes de Basã me cercam.

13 Abrem a boca contra mim como leões que rugem e despedaçam a presa.

14 Minha vida é derramada como água; todos os meus ossos estão desconjuntados. Meu coração é como cera que se derrete dentro de mim.

15 Minha força secou, como um caco de barro, minha língua está grudada ao céu da boca; tu me deitaste no pó, à beira da morte.

16 Meus inimigos me rodeiam como cães, um bando de perversos me cerca; perfuraram minhas mãos e meus pés.

17 Posso contar todos os meus ossos; meus inimigos me encaram e desdenham de mim.

18 Repartem minhas roupas entre si e lançam sortes por minha veste.

19 Ó Senhor, não permaneças distante! És minha força; vem depressa me ajudar.

20 Livra-me da espada e não permitas que esses cães me tirem a vida.

21 Salva-me da boca do leão e dos chifres dos bois selvagens.

22 Proclamarei teu nome a meus irmãos; no meio de teu povo reunido te louvarei.

23 Louvem o Senhor, todos que o temem! Glorifiquem-no, todos os descendentes de Jacó! Reverenciem-no, todos os descendentes de Israel!

24 Pois ele não desprezou nem desdenhou o sofrimento dos aflitos; não lhes deu as costas, mas ouviu seus clamores por socorro.

25 Eu te louvarei na grande congregação; cumprirei meus votos na presença dos que te adoram.

26 Os pobres comerão e se saciarão; todos que buscam o Senhor o louvarão e terão o coração cheio de alegria sem fim.

27 Toda a terra reconhecerá o Senhor e voltará para ele; diante dele se prostrarão todas as famílias das nações.

28 Pois o Senhor reina e governa sobre todos os povos.

29 Que os ricos da terra celebrem e o adorem; todos os mortais se prostrem diante dele, todos cuja vida terminará como pó.

30 Nossos filhos também o servirão, as gerações futuras ouvirão sobre o Senhor.

31 Proclamarão sua justiça aos que ainda não nasceram e falarão a respeito de tudo que ele fez.

Copyright© 2017 por Editora Mundo Cristão. Todos os direitos reservados em língua portuguesa. A Nova Versão Transformadora (NVT) e seu logotipo são marcas registradas. Usados com permissão.