Salmos 12

1 Salva-nos, SENHOR, porque faltam os homens bons; porque são poucos os fiéis entre os filhos dos homens.

2 Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado.

3 O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.

4 Pois dizem: Com a nossa língua prevaleceremos; são nossos os lábios; quem é senhor sobre nós?

5 Pela opressão dos pobres, pelo gemido dos necessitados me levantarei agora, diz o Senhor; porei a salvo aquele para quem eles assopram.

6 As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes.

7 Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.

8 Os ímpios andam por toda parte, quando os mais vis dos filhos dos homens são exaltados.

1 Magistro chori. Super octavam. PSALMUS. David.

2 Salvum me fac, Domine, quoniam defecit sanctus,quoniam deminuti sunt fideles a filiis hominum.

3 Vana locuti sunt unusquisque ad proximum suum;in labiis dolosis, in duplici corde locuti sunt.

4 Disperdat Dominus universa labia dolosaet linguam magniloquam.

5 Qui dixerunt: " Lingua nostra magnificabimur,labia nostra a nobis sunt;quis noster dominus est? ".

6 " Propter miseriam inopum et gemitum pauperum,nunc exsurgam, dicit Dominus;ponam in salutari illum, quem despiciunt ".

7 Eloquia Domini eloquia casta,argentum igne examinatum, separatum a terra,purgatum septuplum.

8 Tu, Domine, servabis nos et custodies nosa generatione hac in aeternum.In circuitu impii ambulant,cum exaltantur sordes inter filios hominum.