Salmos 142

1 Com a minha voz clamei ao SENHOR; com a minha voz supliquei ao SENHOR.

2 Derramei a minha queixa perante a sua face; expus-lhe a minha angústia.

3 Quando o meu espírito estava angustiado em mim, então conheceste a minha vereda. No caminho em que eu andava, esconderam-me um laço.

4 Olhei para a minha direita, e vi; mas não havia quem me conhecesse. Refúgio me faltou; ninguém cuidou da minha alma.

5 A ti, ó Senhor, clamei; eu disse: Tu és o meu refúgio, e a minha porção na terra dos viventes.

6 Atende ao meu clamor; porque estou muito abatido. Livra-me dos meus perseguidores; porque são mais fortes do que eu.

7 Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizeste bem.

1 Maskil. David, cum esset in caverna. Precatio.

2 Voce mea ad Dominum clamo,voce mea ad Dominum deprecor;

3 effundo in conspectu eius lamentationem meam,et tribulationem meam ante ipsum pronuntio.

4 Cum deficit in me spiritus meus,tu nosti semitas meas.In via, qua ambulabam,absconderunt laqueum mihi.

5 Considerabam ad dexteram et videbam,et non erat qui cognosceret me.Periit fuga a me,et non est qui requirat animam meam. -

6 Clamavi ad te, Domine;dixi: " Tu es refugium meum,portio mea in terra viventium.

7 Intende ad deprecationem meam,quia humiliatus sum nimis.Libera me a persequentibus me,quia confortati sunt super me.

8 Educ de custodia animam meamad confitendum nomini tuo;me circumdabunt iusti,cum retribueris mihi ".