Salmos 41

1 Bem-aventurado é aquele que atende ao pobre; o SENHOR o livrará no dia do mal.

2 O Senhor o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos.

3 O Senhor o sustentará no leito da enfermidade; tu o restaurarás da sua cama de doença.

4 Dizia eu: Senhor, tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti.

5 Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele, e perecerá o seu nome?

6 E, se algum deles vem me ver, fala coisas vãs; no seu coração amontoa a maldade; saindo para fora, é disso que fala.

7 Todos os que me odeiam murmuram à uma contra mim; contra mim imaginam o mal, dizendo:

8 Uma doença má se lhe tem apegado; e agora que está deitado, não se levantará mais.

9 Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.

10 Porém tu, Senhor, tem piedade de mim, e levanta-me, para que eu lhes dê o pago.

11 Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim.

12 Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.

13 Bendito seja o Senhor Deus de Israel de século em século. Amém e Amém.

1 Magistro chori. PSALMUS. David.

2 Beatus, qui intellegit de egeno;in die mala liberabit eum Dominus.

3 Dominus servabit eum et vivificabit eumet beatum faciet eum in terraet non tradet eum in animam inimicorum eius.

4 Dominus opem feret illi super lectum doloris eius;universum stratum eius versabis in infirmitate eius.

5 Ego dixi: " Domine, miserere mei;sana animam meam, quia peccavi tibi ".

6 Inimici mei dixerunt mala mihi: Quando morietur, et peribit nomen eius? ".

7 Et si ingrediebatur, ut visitaret, vana loquebatur;cor eius congregabat iniquitatem sibi,egrediebatur foras et detrahebat.

8 Simul adversum me susurrabant omnes inimici mei;adversum me cogitabant mala mihi:

9 " Maleficium effusum est in eo;et, qui decumbit, non adiciet ut resurgat ".

10 Sed et homo pacis meae, in quo speravi,qui edebat panem meum, levavit contra me calcaneum.

11 Tu autem, Domine, miserere meiet resuscita me, et retribuam eis.

12 In hoc cognovi quoniam voluisti me,quia non gaudebit inimicus meus super me;

13 me autem propter innocentiam suscepistiet statuisti me in conspectu tuo in aeternum.

14 Benedictus Dominus, Deus Israel,a saeculo et usque in saeculum. Fiat, fiat.