Salmos 55

1 Inclina, ó Deus, os teus ouvidos à minha oração, e não te escondas da minha súplica.

2 Atende-me, e ouve-me; lamento na minha queixa, e faço ruído,

3 Pelo clamor do inimigo e por causa da opressão do ímpio; pois lançam sobre mim a iniqüidade, e com furor me odeiam.

4 O meu coração está dolorido dentro de mim, e terrores da morte caíram sobre mim.

5 Temor e tremor vieram sobre mim; e o horror me cobriu.

6 Assim eu disse: Oh! quem me dera asas como de pomba! Então voaria, e estaria em descanso.

7 Eis que fugiria para longe, e pernoitaria no deserto. (Selá.)

8 Apressar-me-ia a escapar da fúria do vento e da tempestade.

9 Despedaça, Senhor, e divide as suas línguas, pois tenho visto violência e contenda na cidade.

10 De dia e de noite a cercam sobre os seus muros; iniqüidade e malícia estão no meio dela.

11 Maldade há dentro dela; astúcia e engano não se apartam das suas ruas.

12 Pois não era um inimigo que me afrontava; então eu o teria suportado; nem era o que me odiava que se engrandecia contra mim, porque dele me teria escondido.

13 Mas eras tu, homem meu igual, meu guia e meu íntimo amigo.

14 Consultávamos juntos suavemente, e andávamos em companhia na casa de Deus.

15 A morte os assalte, e vivos desçam ao inferno; porque há maldade nas suas habitações e no meio deles.

16 Eu, porém, invocarei a Deus, e o Senhor me salvará.

17 De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz.

18 Livrou em paz a minha alma da peleja que havia contra mim; pois havia muitos comigo.

19 Deus ouvirá, e os afligirá. Aquele que preside desde a antiguidade (Selá), porque não há neles nenhuma mudança, e portanto não temem a Deus.

20 Tal homem pôs as suas mãos naqueles que têm paz com ele; quebrou a sua aliança.

21 As palavras da sua boca eram mais macias do que a manteiga, mas havia guerra no seu coração: as suas palavras eram mais brandas do que o azeite; contudo, eram espadas desembainhadas.

22 Lança o teu cuidado sobre o Senhor, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado.

23 Mas tu, ó Deus, os farás descer ao poço da perdição; homens de sangue e de fraude não viverão metade dos seus dias; mas eu em ti confiarei.

1 Magistro chori. Fidibus. Maskil. David.

2 Auribus percipe, Deus, orationem meamet ne abscondaris a deprecatione mea;

3 intende mihi et exaudi me.Excussus sum in meditatione mea et conturbatus sum

4 a voce inimici et a tribulatione peccatoris.Quoniam devolverunt in me iniquitatemet in ira molesti erant mihi.

5 Cor meum torquetur intra me,et formido mortis cecidit super me.

6 Timor et tremor venerunt super me, et contexit me pavor. -

7 Et dixi: " Quis dabit mihi pennas sicut columbae,et volabo et requiescam?

8 Ecce elongabo fugienset manebo in solitudine.

9 Exspectabo eum, qui salvum me faciata spiritu procellae et tempestate ".

10 Dissipa, Domine, divide linguas eorum,quoniam vidi violentiam et contentionem in civitate.

11 Die ac nocte circumeunt eam super muros eius,

12 iniquitas et labor et insidiae in medio eius;et non defecit de plateis eius fraudulentia et dolus.

13 Quoniam si inimicus meus maledixisset mihi,sustinuissem utique;et si is qui oderat me, super me magnificatus fuisset,abscondissem me forsitan ab eo.

14 Tu vero, homo coaequalis meus,familiaris meus et notus meus,

15 qui simul habuimus dulce consortium:in domo Dei ambulavimus in concursu.

16 Veniat mors super illos,et descendant in infernum viventes,quoniam nequitiae in habitaculis eorum,in medio eorum.

17 Ego autem ad Deum clamabo,et Dominus salvabit me.

18 Vespere et mane et meridie meditabor et ingemiscam,et exaudiet vocem meam.

19 Redimet in pace animam meam ab his, qui impugnant me,quoniam in multis sunt adversum me.

20 Exaudiet Deus et humiliabit illos,qui est ante saecula.Non enim est illis commutatio,et non timuerunt Deum.

21 Extendit manum suam in socios;contaminavit foedus suum.

22 Lene super butyrum est os eius,pugna autem cor illius:molliti sunt sermones eius super oleum,et ipsi sunt gladii destricti. -

23 Iacta super Dominum curam tuam,et ipse te enutriet;non dabit in aeternum fluctuationem iusto.

24 Tu vero, Deus, deduces eos in puteum interitus.Viri sanguinum et dolosi non dimidiabunt dies suos;ego autem sperabo in te, Domine.