Salmos 58

1 Acaso falais vós, deveras, ó congregação, a justiça? Julgais retamente, ó filhos dos homens?

2 Antes no coração forjais iniqüidades; sobre a terra pesais a violência das vossas mãos.

3 Alienam-se os ímpios desde a madre; andam errados desde que nasceram, falando mentiras.

4 O seu veneno é semelhante ao veneno da serpente; são como a víbora surda, que tapa os ouvidos,

5 Para não ouvir a voz dos encantadores, do encantador sábio em encantamentos.

6 Ó Deus, quebra-lhes os dentes nas suas bocas; arranca, Senhor, os queixais aos filhos dos leões.

7 Escorram como águas que correm constantemente. Quando ele armar as suas flechas, fiquem feitas em pedaços.

8 Como a lesma se derrete, assim se vá cada um deles; como o aborto duma mulher, que nunca viu o sol.

9 Antes que as vossas panelas sintam o calor dos espinhos, como por um redemoinho os arrebatará ele, vivo e em indignação.

10 O justo se alegrará quando vir a vingança; lavará os seus pés no sangue do ímpio.

11 Então dirá o homem: Deveras há uma recompensa para o justo; deveras há um Deus que julga na terra.

1 Magistro chori. Secundum " Ne destruxeris ".David. Miktam.

2 Numquid vere, potentes, iustitiam loquimini,recte iudicatis filios hominum?

3 Etenim in corde iniquitates operamini,in terra violentiam manus vestrae concinnant.

4 Alienati sunt peccatores ab utero;erraverunt a ventre, qui loquuntur falsa.

5 Venenum illis in similitudinem serpentis,sicut aspidis surdae et obturantis aures suas,

6 quae non exaudiet vocem incantantiumet venefici incantantis sapienter.

7 Deus, contere dentes eorum in ore ipsorum;molas leonum confringe, Domine.

8 Diffluant tamquam aqua decurrens,sicut fenum conculcatum arescant.

9 Sicut limax, quae tabescens transit, sicut abortivum mulieris, quod non vidit solem.

10 Priusquam sentiant ollae vestrae rhamnum,sicut viventes, sicut ardor irae absorbet eos.

11 Laetabitur iustus, cum viderit vindictam,pedes suos lavabit in sanguine peccatoris.

12 Et dicet homo: " Utique est fructus iusto,utique est Deus iudicans eos in terra ".