Salmos 75

1 A ti, ó Deus, glorificamos, a ti damos louvor, pois o teu nome está perto, as tuas maravilhas o declaram.

2 Quando eu ocupar o lugar determinado, julgarei retamente.

3 A terra e todos os seus moradores estão dissolvidos, mas eu fortaleci as suas colunas. (Selá.)

4 Disse eu aos loucos: Não enlouqueçais, e aos ímpios: Não levanteis a fronte;

5 Não levanteis a vossa fronte altiva, nem faleis com cerviz dura.

6 Porque nem do oriente, nem do ocidente, nem do deserto vem a exaltação.

7 Mas Deus é o Juiz: a um abate, e a outro exalta.

8 Porque na mão do Senhor há um cálice cujo vinho é tinto; está cheio de mistura; e dá a beber dele; mas as escórias dele todos os ímpios da terra as sorverão e beberão.

9 E eu o declararei para sempre; cantarei louvores ao Deus de Jacó.

10 E quebrarei todas as forças dos ímpios, mas as forças dos justos serão exaltadas.

1 Magistro chori. Secundum " Ne destruxeris ".PSALMUS. Asaph. Canticum.

2 Confitebimur tibi, Deus;confitebimur et invocabimus nomen tuum:narrabimus mirabilia tua.

3 Cum statuero tempus,ego iustitias iudicabo.

4 Si liquefacta est terra et omnes, qui habitant in ea,ego confirmavi columnas eius.

5 Dixi gloriantibus: " Nolite gloriari! "et delinquentibus: "Nolite exaltare cornu!

6 Nolite exaltare in altum cornu vestrum;nolite loqui adversus Deum proterva ".

7 Quia neque ab oriente neque ab occidenteneque a desertis exaltatio.

8 Quoniam Deus iudex est:hunc humiliat et hunc exaltat.

9 Quia calix in manu Dominivini meri plenus mixto.Et inclinavit ex hoc in hoc;verumtamen usque ad faeces epotabunt,bibent omnes peccatores terrae.

10 Ego autem annuntiabo in saeculum,cantabo Deo Iacob.

11 Et omnia cornua peccatorum confringam,et exaltabuntur cornua iusti.