Salmos 79

1 Ó Deus, os gentios vieram à tua herança; contaminaram o teu santo templo; reduziram Jerusalém a montões de pedras.

2 Deram os corpos mortos dos teus servos por comida às aves dos céus, e a carne dos teus santos às feras da terra.

3 Derramaram o sangue deles como a água ao redor de Jerusalém, e não houve quem os enterrasse.

4 Somos feitos opróbrio para nossos vizinhos, escárnio e zombaria para os que estão à roda de nós.

5 Até quando, Senhor? Acaso te indignarás para sempre? Arderá o teu zelo como fogo?

6 Derrama o teu furor sobre os gentios que não te conhecem, e sobre os reinos que não invocam o teu nome.

7 Porque devoraram a Jacó, e assolaram as suas moradas.

8 Não te lembres das nossas iniqüidades passadas; venham ao nosso encontro depressa as tuas misericórdias, pois já estamos muito abatidos.

9 Ajuda-nos, ó Deus da nossa salvação, pela glória do teu nome; e livra-nos, e perdoa os nossos pecados por amor do teu nome.

10 Porque diriam os gentios: Onde está o seu Deus? Seja ele conhecido entre os gentios, à nossa vista, pela vingança do sangue dos teus servos, que foi derramado.

11 Venha perante a tua face o gemido dos presos; segundo a grandeza do teu braço preserva aqueles que estão sentenciados à morte.

12 E torna aos nossos vizinhos, no seu regaço, sete vezes tanto da sua injúria com a qual te injuriaram, Senhor.

13 Assim nós, teu povo e ovelhas de teu pasto, te louvaremos eternamente; de geração em geração cantaremos os teus louvores.

1 PSALMUS. Asaph.Deus, venerunt gentes in hereditatem tuam,polluerunt templum sanctum tuum,posuerunt Ierusalem in ruinas.

2 Dederunt morticina servorum tuorum escas volatilibus caeli,carnes sanctorum tuorum bestiis terrae.

3 Effuderunt sanguinem eorum tamquam aquamin circuitu Ierusalem, et non erat qui sepeliret.

4 Facti sumus opprobrium vicinis nostris,subsannatio et illusio his, qui in circuitu nostro sunt.

5 Usquequo, Domine? Irasceris in finem?Accendetur velut ignis zelus tuus?

6 Effunde iram tuam in gentes, quae te non noverunt,et in regna, quae nomen tuum non invocaverunt,

7 quia comederunt Iacobet sedem eius desolaverunt.

8 Ne memineris iniquitatum patrum nostrorum,cito anticipent nos misericordiae tuae,quia pauperes facti sumus nimis.

9 Adiuva nos, Deus salutaris nostri,propter gloriam nominis tui et libera nos;et propitius esto peccatis nostris propter nomen tuum.

10 Quare dicent in gentibus: " Ubi est Deus eorum? ".Innotescat in nationibus coram oculis nostrisultio sanguinis servorum tuorum, qui effusus est.

11 Introeat in conspectu tuo gemitus compeditorum;secundum magnitudinem brachii tuisuperstites relinque filios mortis.

12 Et redde vicinis nostris septuplum in sinu eorum,improperium ipsorum, quod exprobraverunt tibi, Domine.

13 Nos autem, populus tuus et oves pascuae tuae,confitebimur tibi in saeculum;in generationem et generationem annuntiabimus laudem tuam.