Salmos 30

1 Exaltar-te-ei, ó SENHOR, porque tu me exaltaste; e não fizeste com que meus inimigos se alegrassem sobre mim.

2 Senhor meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste.

3 Senhor, fizeste subir a minha alma da sepultura; conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo.

4 Cantai ao Senhor, vós que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade.

5 Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.

6 Eu dizia na minha prosperidade: Não vacilarei jamais.

7 Tu, Senhor, pelo teu favor fizeste forte a minha montanha; tu encobriste o teu rosto, e fiquei perturbado.

8 A ti, Senhor, clamei, e ao Senhor supliquei.

9 Que proveito há no meu sangue, quando desço à cova? Porventura te louvará o pó? Anunciará ele a tua verdade?

10 Ouve, Senhor, e tem piedade de mim, Senhor; sê o meu auxílio.

11 Tornaste o meu pranto em folguedo; desataste o meu pano de saco, e me cingiste de alegria,

12 Para que a minha glória a ti cante louvores, e não se cale. Senhor, meu Deus, eu te louvarei para sempre.

1 PSALMUS. Canticum festi Dedicationis Templi. David.

2 Exaltabo te, Domine, quoniam extraxisti menec delectasti inimicos meos super me.

3 Domine Deus meus, clamavi ad te, et sanasti me.

4 Domine, eduxisti ab inferno animam meam,vivificasti me, ut non descenderem in lacum.

5 Psallite Domino, sancti eius,et confitemini memoriae sanctitatis eius,

6 quoniam ad momentum indignatio eius,et per vitam voluntas eius.Ad vesperum demoratur fletus,ad matutinum laetitia.

7 Ego autem dixi in securitate mea: Non movebor in aeternum ".

8 Domine, in voluntate tuapraestitisti decori meo virtutem;avertisti faciem tuam a me,et factus sum conturbatus.

9 Ad te, Domine, clamabamet ad Deum meum deprecabar.

10 Quae utilitas in sanguine meo,dum descendo in corruptionem?Numquid confitebitur tibi pulvisaut annuntiabit veritatem tuam?

11 Audivit Dominus et misertus est mei,Dominus factus est adiutor meus.

12 Convertisti planctum meum in choros mihi,conscidisti saccum meum et accinxisti me laetitia,

13 ut cantet tibi gloria mea et non taceat.Domine Deus meus, in aeternum confitebor tibi.